A importância da compatibilização de projetos como fator de redução de custos na construção civil

Please download to get full document.

View again

All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
 0
 
  A importância da compatibilização de projetos como fator de redução de custos na construção civil
Share
Transcript
    A importância da compatibilização de projetos como fator de redução de custos na construção civil Julho 2014 ISSN 2179-5568  –   Revista Especialize On-line IPOG - Goiânia - 7ª Edição nº 007 Vol.01/2014 Julho/2014 A importância da compatibilização de projetos como fator de redução de custos na construção civil José Marcos do Nascimento  -   marcos_nascimento@ibest.com.br    Master em Arquitetura Instituto de Pós-Graduação e Graduação  –   IPOG Goiânia, GO, 08 de agosto de 2013 Resumo  Este artigo procura refletir sobre as perdas na construção civil e as possíveis reduções de custo, embasada na baixa dos lucros ocasionados pelo desperdício relacionados a perda de materiais, retrabalho e má gestão dos projetos. Procurou-se relacionar e discutir os problemas encontrados nas obras através de um estudo de caso devido às deficiências de projetos, tomando-se como referência o  fluxo de processo de elaboração de projetos desenvolvido pelas empresas. Objetivando conscientizar  para a importância da compatibilização de projetos como fator primordial para diminuição de retrabalhos e problemas durante a execução dos serviços, este trabalho pretende demonstrar os benefícios da compatibilização de projetos em obras de construção civil, objeto de estudo e na racionalização de seus processos a fim de aprimorar sua construtibilidade. Palavras-chave  : Construção civil, projetos, compatibilização, redução de custos. 1. Introdução Este artigo foi construído objetivando analisar os conceitos de perda na construção civil que ocorrem com freqüência e são em sua maioria associados ao desperdício de materiais. O conceito de perdas na construção civil é, com freqüência, associado unicamente aos desperdícios de materiais. No entanto, as perdas estendem-se além deste conceito e devem ser entendidas como qualquer ineficiência que se reflita no uso de equipamentos, materiais, mão de obra e capital em quantidades superiores àquelas necessárias à produção da edificação. Neste caso, as perdas englobam tanto a ocorrência de desperdícios de materiais quanto a execução de tarefas desnecessárias que geram custos adicionais e não agregam valor. Tais perdas são conseqüência de um processo de baixa qualidade, que traz como resultado não só uma elevação de custos, mas também um produto final de qualidade deficiente. Muitas vezes ocasionados por processos que poderiam ser evitados fosse uma análise mais profunda na elaboração dos projetos e fossem acompanhados de uma compatibilização adequada. Os projetos arquitetônicos, segundo Adesse (s/d, p.2) precisam ser valorizados como a "espinha dorsal" do processo de produção, na mesma proporção que se exige a melhoria da qualidade das obras, considerando tanto os aspectos econômicos quanto funcionais, deixando, dessa forma, de serem considerados como os “vilões da qualidade”. Desta forma, arquitetos, engenheiros, fornecedores, agentes financeiros, investidores, entre outros, são envolvidos nas fases do processo do projeto que teoricamente, termina no cliente ou usuário final. Compõem esse processo os projetos de arquitetura, estrutura, instalações hidráulicas, elétricas, telefonia, incêndio, ar condicionado, lógica, impermeabilização, alvenarias, fachadas, caixilharia,  paisagismo, comunicação visual, decoração de interiores, entre outros, de acordo com a necessidade do empreendimento e as exigências do empreendedor destacando-se que esse processo se inicia no  promotor do empreendimento.(ADESSE, s/d, p.2)    A importância da compatibilização de projetos como fator de redução de custos na construção civil Julho 2014 ISSN 2179-5568  –   Revista Especialize On-line IPOG - Goiânia - 7ª Edição nº 007 Vol.01/2014 Julho/2014 Enfocando a qualidade e efetivo sucesso nas obras, observa-se o crescimento na quantidade de  projetos das especialidades e especialistas. Cabe ressaltar que, por conta da importância do  projeto na execução da obra, verifica-se, para cada um desses projetos, o aumento das exigências em relação à qualidade, o número de detalhes construtivos, padronização e responsabilidade de seus projetistas. Observam-se empreendimentos multidisciplinares e complexos com muitas informações, decisões, escolhas, tecnologias, prazos, custos, pessoas e procedimentos, evidenciando a necessidade de coordenação e integração entre todos. Breve relato da importância da compatibilização de projetos.  Nos últimos anos o Brasil vem passando por uma vertiginosa transformação na indústria da construção civil. Como aumento na demanda de novas habitações e infra-estrutura, resultado das  políticas de expansão de crédito e programas de financiamento, o setor cresce a taxas acima do PIB brasileiro. Este crescimento impulsiona o desenvolvimento de toda cadeia da construção civil, como novas tecnologias, materiais e equipamentos, refletindo diretamente no processo de produção dos empreendimentos. Todo esse movimento gera mudanças, seja nos aspectos tecnológicos, culturais ou mercadológicos, influenciando diretamente na concepção dos projetos. Estes devem, cada vez mais, serem inovadores e adequados as necessidades atuais, atendendo a expectativas de construtores, incorporadores e consumidor, não só em qualidade, mas também em eficiência e  produtividade. De acordo com Ávila:  O processo projetual no Brasil era tratado de forma pouco investigativa pelos empreendedores, desconsiderando questões fundamentais para o desenvolvimento do empreendimento. “Apesar dessa importância, os projetos têm sido tratados pelas empresas de construção como uma atividade secundária que é via de regra, delegada a projetistas independentes, contratados por critérios preponderantemente de preço do serviço. Outra característica dos projetos no setor é que eles são orientados para a definição do produto sem considerar adequadamente a forma e as implicações quanto à produção das soluções adotadas. Mesmo as especificações e detalhamentos de produto, muitas vezes, são incompletas e falhas, sendo resolvidas durante a obra, quando a equipe de produção acaba decidindo sobre determinadas características do edifício não previstas em projeto. (AVILA, 2011, p.12-13). Dentro desta temática, os edifícios de múltiplos andares passam por uma padronização do partido arquitetônico, devido a necessidades de mercado em tornar o produto final adequado ao maior número de pessoas. Este nivelamento da organização espacial permite a utilização de soluções coordenadas como shafts, prumadas, modulações e redes de distribuição, que imprescindivelmente necessitam de uma análise mais apurada. Assim cada novo empreendimento traz consigo especificidades, definidas por questões locais, de implantação e entorno, ou imposições de mercado, gerando características construtivas específicas que srcinam um conjunto de projetos único, de diversas especialidades, necessários para perfeita execução da construção. Segundo Callegari, quando a atividade de projeto é pouco valorizada, os projetos são entregues à obra repletos de erros e de lacunas, levando a grandes perdas de eficiência nas atividades de execução, bem como ao prejuízo de determinadas características do produto que foram idealizadas antes de sua execução. Isso é comprovado pelo grande número de problemas patológicos dos edifícios atribuídos às falhas de projeto. Callegari (2007).    A importância da compatibilização de projetos como fator de redução de custos na construção civil Julho 2014 ISSN 2179-5568  –   Revista Especialize On-line IPOG - Goiânia - 7ª Edição nº 007 Vol.01/2014 Julho/2014 De acordo com Callegari (2007) deve-se conscientizar de que o projeto tem autossuficiência e informação de alto-nível para permitir eficientes planejamentos e programações, controle de materiais, execução, tempo, mão-de-obra, bem como a qualidade destas, para subsidiar as atividades de produção em canteiro. Estes projetos quando desenvolvidos em um ambiente multidisciplinar, onde há a cooperação dos diversos profissionais envolvidos na concepção do empreendimento, tendem a ser mais bem resolvidos, diminuindo retrabalhos e problemas durante a execução. A compatibilização é ferramenta fundamental no processo de desenvolvimento dos projetos, detectando e eliminando problemas ainda na fase de concepção, reduzindo retrabalhos, o custo da construção e prazos de execução, qualificando o empreendimento e aumentando sua competitividade frente ao mercado. Desta forma este trabalho pretende demonstrar os benefícios da compatibilização de projetos em obras de construção civil, objeto do estudo, na gestão do seu processo de desenvolvimento e na racionalização dos métodos a fim de aprimorar sua construtibilidade. Desenvolvimento de projetos de acordo com a ISO 9001:2008 ISO 9001:2008  –   7.3.7. Controle de alterações de projeto e desenvolvimento Eventualmente, um projeto ou desenvolvimento podem ter que se submeter à alteração. Essas alterações devem ser feitas seguindo alguns critérios. Segundo a NORMA ISO9001: 2008, durante, ou até mesmo após a conclusão de um projeto ou de um desenvolvimento, podem ser identificadas oportunidades de melhoria daquilo que já foi realizado. Quando isso ocorre, a ISO 9001:2008 no item 7.3.7  –   Controle de alterações de projeto e desenvolvimento  exige da organização que essas alterações sejam devidamente controladas.  No dicionário, FERREIRA, (1988) encontramos que “ controle ”  pode ser: 1. Ato, efeito ou poder de controlar; domínio, governo. 2. Fiscalização exercida sobre as atividades de pessoas, órgãos, departamentos, ou sobre produtos, etc.,  para que tais atividades, ou produtos, não se desviem das normas preestabelecidas. O primeiro passo para se exercer tal controle é identificando cada alteração no projeto e desenvolvimento. Os registros dessas alterações devem ser devidamente mantidos para consultas futuras conforme reza o item 4.2.4  –   Controle de registros da qualidade.    Antes da implantação das alterações identificadas, a equipe responsável pelo projeto e desenvolvimento e, se for o caso, os responsáveis pelas alterações devem ser envolvidos na realização da análise crítica das supostas alterações. Essa análise deve considerar os efeitos que essa alteração  pode vir a produzir nas partes componentes e no produto já entregue ao cliente. Após essa análise crítica, a equipe deve providenciar a verificação e a validação das propostas no produto. Ou seja, deve ser verificado se após as alterações, o produto atende aos requisitos a ele impostos e se o produto atende às necessidades do cliente. Somente então, a equipe deve proceder com a aprovação ou não das alterações. Em suma, na eminência de uma alteração em um projeto e desenvolvimento, a organização deve:    identificar  e registrar as alterações;    analisar os efeitos  que essa alteração produzirá em partes  componentes;    A importância da compatibilização de projetos como fator de redução de custos na construção civil Julho 2014 ISSN 2179-5568  –   Revista Especialize On-line IPOG - Goiânia - 7ª Edição nº 007 Vol.01/2014 Julho/2014    analisar os efeitos  que tais alterações irão produzir nos produtos entregues  ao cliente;    verificar  as alterações;    validar  as alterações; e    aprovar , se for o caso. Veja o que a ISO 9001:2008 nos tem a dizer: As alterações de projeto e desenvolvimento devem ser identificadas e registros devem ser mantidos. As alterações devem ser analisadas criticamente, verificadas e validadas, como apropriado, e aprovadas antes da sua implementação. A análise crítica das alterações de projeto e desenvolvimento deve incluir a avaliação do efeito das alterações em partes componentes e no produto já entregue. Devem ser mantidos registros dos resultados da análise crítica de alterações e de quaisquer ações necessárias (ver 4.2.4).(ISO 9001:2008) Percebemos então que o processo de elaboração, controle e aprovação de projetos está intrinsecamente ligado ao processo de gestão de qualidade. Desta forma fica assegurado a garantia de que falhas pela elaboração dos projetos uma vez que se controlados pelo processo de controle de projetos determinados pela NORMA ISO, não deverão nem poderão ocorrer durante a execução da obra. O projeto O início do processo de projeto é algo indefinido, ficando a critério da percepção do projetista e das suas habilidades acumuladas ao longo do exercício da profissão (CROSS, 1999). Porém, há um conjunto de informações que direcionam os projetistas, fazendo com que estes desenvolvam ou excluam algumas soluções durante o processo de desenvolvimento da edificação (JACQUES, 2000). Estas informações são absorvidas ao longo de todo o desenvolvimento do processo de construção da edificação, sendo que na etapa de acompanhamento da obra o engenheiro é o principal responsável por informar os projetistas sobre as falhas de projetos na obra, servindo como feedback para os mesmos e,  por conseguinte, serem utilizadas em empreendimentos futuros das empresas. O desenvolvimento dos diversos projetos necessários para a construção do edifício deve ser visto como um investimento e não como custo extra, visto que é nesta fase onde se pode antever dificuldades de execução eliminando retrabalhos posteriores. Salgado (2007) afirma que o projeto executivo pode ser um eficaz instrumento, capaz de otimizar o uso dos materiais, levando em conta suas dimensões, diminuindo desperdícios na hora de sua colocação e de orientar/estudar as melhores soluções de integração dos sistemas construtivos utilizados evitando, assim, incompatibilidades entre os mesmos. Diante das constatações do setor, nos benefícios do desenvolvimento coordenado da construção, o  projeto passou a ser a “espinha dorsal” de  qualquer empreendimento, devendo ser explorado ao longo de seu desenvolvimento, com a finalidade de se equalizar as diversas especialidades envolvidas, a fim de se racionalizar a construção. Portanto, centralizando-se no engenheiro de obra como interveniente essencial para o feedback dos  projetos, propôs-se pesquisar o ponto de vista dos mesmos quanto à qualidade dos projetos recebidos. Para tal, aplicou-se um questionário com alguns engenheiros de obras, tendo como objetivo contribuir  para a melhoria do processo de projeto através da avaliação dos problemas que ocorrem durante a execução da obra ocasionada por falhas ou indefinições de projeto. O questionário utilizado nas entrevistas teve como base as questões a seguir:    A importância da compatibilização de projetos como fator de redução de custos na construção civil Julho 2014 ISSN 2179-5568  –   Revista Especialize On-line IPOG - Goiânia - 7ª Edição nº 007 Vol.01/2014 Julho/2014 1. Relatar os problemas construtivos ocasionados por indefinições ou falhas nos seguintes projetos: Instalações elétrico-telefônicas, Instalações hidro-sanitárias, Instalações de gás e de combate a incêndio, Arquitetura, Estruturas, Fundações, Drenagem e Luminotécnico. 2. Quais os demais projetos que você julga necessário para a execução de uma obra com qualidade? 3. Comentar sobre erros comuns em obras por falta de uma melhor compatibilização de projetos. 4. Comentar sobre erros comuns em obras por motivos de falta de detalhamento de projetos. 5. Como se dá a troca de informações entre a obra e o núcleo de projetos quanto à questão de sanar uma dúvida ou resolver um problema (tempo de resposta, prontidão, visita a obra, envio da informação, relacionamento)? 7. Ocorrem atrasos na execução de atividades por motivo de atrasos na entrega do projeto de execução? 8. Quais os principais problemas relacionados com compras e projetos, como: erros de compras, atraso nos pedidos, etc. 9. Há mudança de projeto feita diretamente na obra, sem consulta do projetista? Com que freqüência? Em quais projetos isto ocorre? 2. Problemas construtivos ocasionados por indefinições ou falhas de projetos Aqui serão apresentados os resultados sobre os problemas na execução das edificações, especificamente na construção de condomínios residenciais, ocasionados por falhas no processo de  projeto. Dividiu-se esta fase da pesquisa de acordo com os tipos de projetos executados. Assim tem-se: Instalações Elétrico-Telefônicas  Nas entrevistas, detectou-se que alguns projetos de instalações elétrico-telefônicas possuem erros de mau posicionamento de eletro dutos, com a locação dos pontos de luz e de tomadas não coincidindo com a realidade de execução. Além disso, foi relatado que o projeto executivo, em algumas obras, não foi disponibilizado em tempo hábil e a obra foi sendo realizada a partir do projeto legal, gerando erros nos furos das passagens na laje, entre outros problemas. Instalações Hidro-Sanitárias  Nos projetos de instalações hidro-sanitárias verificou-se a falta de detalhamentos. Outro problema observado foi na locação dos pontos de passagem na laje, pois estes não coincidiam com a realidade de execução. Apesar de os projetos de instalações hidro-sanitárias e elétrico-telefônicas serem desenvolvidos, geralmente, pelo mesmo fornecedor, estes apresentaram incompatibilidades entre si. Como exemplo, tem-se que em um empreendimento, pôde-se verificar que no projeto de instalações o chuveiro é  posicionado de um lado do banheiro e no projeto elétrico o ponto elétrico deste fica em outra parede. Instalações de Gás e de Combate a Incêndio Estes projetos também apresentam alguns problemas de falta de compatibilidade. Além disso, de acordo com alguns entrevistados, o projeto de instalações de gás é o que contém o menor número de detalhes necessários a sua execução.
Related Search
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x