A antessala da argumentação: por uma abordagem negativa

Please download to get full document.

View again

of 137
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
 0
 
  Desenvolvemos, nesta dissertação, uma nova teoria da argumentação que chamamos de “abordagem negativa”, inspirada no que Julio Cabrera tem chamado de “lógica negativa”. Mostramos por que denominamos as teorias existentes de afirmativas, apresentando
Share
Transcript
   DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FILOSOFIA FÁBIO SALGADO DE CARVALHO A ANTESSALA DA ARGUMENTAÇÃO POR UMA ABORDAGEM NEGATIVA Brasília, DF (2015)    FÁBIO SALGADO DE CARVALHO A ANTESSALA DA ARGUMENTAÇÃO POR UMA ABORDAGEM NEGATIVA Dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Filosofia, da Universidade de Brasília, como parte dos requisitos para a obtenção do título de mestre em Filosofia. Área de concentração: Linguagem, Lógica e Filosofia da Mente. ORIENTADOR: Julio Ramón Cabrera Alvarez Brasília, DF (2015)    FÁBIO SALGADO DE CARVALHO A ANTESSALA DA ARGUMENTAÇÃO POR UMA ABORDAGEM NEGATIVA Dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Filosofia, da Universidade de Brasília, como parte dos requisitos para a obtenção do título de mestre em Filosofia. Área de concentração: Linguagem, Lógica e Filosofia da Mente. ORIENTADOR: Julio Ramón Cabrera Alvarez Aprovada em 8 de abril de 2015. _____________________________ Prof. Dr. Julio Cabrera (Orientador) _____________________________ Prof. Dr. Alexandre Costa Leite _____________________________ Prof. Dr. Jorge Molina _____________________________ Prof. Dr. Olavo Leopoldino da Silva Filho (Suplente) Brasília, DF (2015)    Agradecimentos  Em primeiro lugar, e acima de tudo, toda honra, glória e louvor sejam dados a Deus, pois por Ele e, sobretudo, nEle vivo, movo-me e existo. Ao meu pai, por todo o seu apoio incondicional, pela sua amizade e pelos inúmeros incentivos. À Danielle, pela sua onipresença quase divina em todos os momentos da minha vida, pelo seu amor e pelas suas palavras de sabedoria em momentos de tensão que só nós sabemos. Ao meu orientador, o professor Julio Cabrera, pela sua amizade, pela sua paciência, pela atenção criteriosa dedicada a cada página, pelas inúmeras trocas de e-mails, por ser um dos poucos filósofos de verdade que já conheci em carne e osso. Ao professor Hubert Cormier pela gentileza para comigo, suportando as minhas aulas no seu curso de Introdução à Filosofia no meu estágio docente. Muito obrigado mesmo pela paciência. Ao professor Olavo da Silva Filho pelos valiosos comentários na qualificação e por ter aceitado ser membro suplente na banca final. Ao professor Alexandre Costa Leite, pela atenção na qualificação e na banca final, pela sua amizade e por ter sido o grande responsável por eu estar na Filosofia hoje trabalhando com a Lógica, que aprendi a amar por conta dos seus cursos. Ao professor Jorge Molina, cujo livro sobre a lógica intuicionista foi estudado nos meus anos de graduação, de forma que nunca imaginaria que teria a honra de tê-lo na minha banca final. Muito obrigado pela atenção dispensada ao meu texto. Ao meu diretor espiritual e confessor, o padre Rafael Stanziona de Moraes, por suportar meus desabafos, meus inúmeros questionamentos e por sempre ter me orientado com tanta sabedoria, além das suas inspiradas meditações. Ao meu padrinho de Crisma, Alexandre Madruga, pelos almoços filosóficos, pela sua amizade e pelo seu companheirismo. À Nádia e ao Herivelton, por sempre terem me ajudado com os “pepinos” burocráticos na secretaria. Ao maestro Daniel Kacowicz e aos meus colegas do Coro Filarmônico da Catedral, assim como aqueles do extinto coro da paróquia São Pedro de Alcântara, pelos inúmeros momentos de beleza. Nietzsche estava certo: definitivamente, sem a música, a vida seria um erro!   À Sayonara Lizton, que, gentilmente, prestou-se a ajudar-me com as referências bibliográficas — peço-lhe desculpas, de antemão, por não ter conseguido deixá-las impecáveis. A todo o pessoal do MIB, especialmente aos amigos Rafael Stoll, Evandro Ferreira e Paulo Santos, pelas suas contribuições à minha biblioteca. Sem vocês, dificilmente, teria condições de ter estudado tudo o que estudei para escrever este texto.
Related Search
Similar documents
View more
We Need Your Support
Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

Thanks to everyone for your continued support.

No, Thanks
SAVE OUR EARTH

We need your sign to support Project to invent "SMART AND CONTROLLABLE REFLECTIVE BALLOONS" to cover the Sun and Save Our Earth.

More details...

Sign Now!

We are very appreciated for your Prompt Action!

x